Concorrência

dezembro 15, 2011

 

São Carlos (Ah vá! Sério?) Bom dia! Sei que o título da reportagem não é dos melhores (visto que a reciprocidade também é verdadeira), mas a vale à pena conferir.

O link direto para a reportagem é esse: http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/75239_O+GOOGLE+QUER+OS+CLIENTES+DA+MICROSOFT

Para facilitar, eis a mesma abaixo. Deixo as conclusões para vocês.

 
O Google quer os clientes da Microsoft
Maior empresa de internet do mundo aposta nas nuvens para minar bilionário negócio corporativo da rival fundada por Bill Gates. Quem vai reinar neste novo Olimpo da tecnologia?

Por Bruno GALO, enviado especial a Mountain View, Califórnia

Por onde quer que se ande pela imensa sede do Google, no Vale do Silício, é impossível não deparar com um computador da Apple. Dentro ou fora dos inúmeros prédios, é difícil fugir das icônicas maçãs mordidas iluminadas na tampa de um MacBook. Já os notebooks com sistema operacional Windows, da Microsoft, sejam eles da Dell, seja da HP ou da Lenovo, são bem raros. Assim como os Chromebooks, os recém-lançados laptops do Google. Alguns funcionários parecem até tentar disfarçar sua preferência, colando adesivos sobre a logomarca da empresa fundada por Steve Jobs. A impressão que fica é que, a despeito da concorrência cada vez mais feroz com a Apple no mercado de tablets e smartphones, o grande rival do Google é mesmo outro. Mas quem? Seria o Facebook? Ou quem sabe a Microsoft? Amit Singh, vice-presidente de vendas da divisão de empresas do Google, não tem dúvidas. “A Microsoft não quer que tenhamos sucesso aqui, nós somos inimigos”, disse Singh à DINHEIRO, durante o Atmosphere 2011, evento anual do gigante das buscas que reuniu centenas de CIOs de todo o mundo no seu quartel-general em Mountain View, na Califórnia, em meados de novembro.

36.jpg

Durante três dias, a companhia falou sobre os avanços da plataforma Google Apps para negócios, pacote de aplicativos online voltado para o mercado corporativo, que oferece e-mail, comunicador instantâneo, videoconferência, rede social, documentos, apresentações e planilhas, entre outros softwares de produtividade e colaboração. O objetivo do Google com o Apps, lançado em 2007, é minar o tradicional pacote de programas Office, que inclui o Word, o Excel, o Power Point e o Outlook, entre outros, e respondeu por 32% da receita e 52% dos lucros de US$ 24 bilhões em 2010 da empresa fundada por Bill Gates. Manter essa liderança confortável é um dos maiores desafios da Microsoft atualmente. Diferentemente do Office, o Google Apps funciona na nuvem.

Ou seja, em vez de comprar uma licença e instalar os programas em um computador, os clientes pagam uma mensalidade e acessam os programas a partir de qualquer dispositivo com acesso à internet, seja um tablet, seja um smartphone ou até um PC, a qualquer hora e de qualquer lugar. Para fazer frente ao Google nessa seara cuja plataforma já conta com mais de 40 milhões de usuários espalhados pelo mundo, entre empresas como LAN, Jaguar, Softbank e Renner, universidades, como a Anhanguera, e governo, a Microsoft acaba de lançar o Office 365, a versão online do seu pacote de programas de escritório. Durante o lançamento do novo produto, que já conta com clientes como Gol e Camargo Correa no País, Kirk Koenigsbauer, vice-presidente da divisão Office, citou uma resenha do novo produto feita por uma publicação internacional especializada.

De acordo com a resenha, o Office 365 está para o Google Apps assim como o Xbox 360 está para o Pong, o primeiro game desenvolvido pela Atari, em 1972. Embora haja players disputando esse mercado com Google e Microsoft, como o Zoho, a VMware com o Zimbra, a IBM com o Lotus e a Salesforce.com com o Chatter, a citação feita por Koenigsbauer não deixa dúvidas de que, para a Microsoft, o Google também é o inimigo a ser batido na nuvem. Mais que um jargão da moda na indústria da tecnologia, a computação em nuvem representa a maior mudança no setor desde o surgimento do computador pessoal. Não por acaso, esse é um mercado de crescimento acelerado e que deve gerar uma receita global de US$ 128,9 bilhões em 2013, de acordo com a Gartner. Em 2010, já movimentou US$ 74,3 bilhões. Apenas na área de software online, foram US$ 10 bilhões no ano passado. E a previsão é que esses números dobrem até 2015.

37.jpg

Além dos MacBooks, outro aspecto que chamava a atenção no evento do Google era a empolgação com que alguns clientes falavam da migração para o Google Apps. Algum desavisado que entrasse no meio da apresentação de Christine Atkins, CIO da Ahold, rede de supermercados holandesa com receita de € 30 bilhões e mais de 200 mil funcionários, poderia achar que ela era uma funcionária do Google. Tamanha a empolgação com que a executiva falava da recém-concluída migração da plataforma de email da companhia para o Gmail. “Quantos projetos de TI vocês têm que são realizados dentro do tempo, do orçamento e com usuários felizes?”, perguntou Christine à plateia. Para ilustrar o sucesso da mudança de sistema, ela disse que tal troca gerou apenas 27 reclamações dos funcionários, menos do que a quantidade de chamados de um dia normal da plataforma anterior. O Gmail é a porta de entrada das empresas ao Google Apps.

E o preço é outro fator importante de atração. Ao custo de US$ 50 ao ano, o Google Apps completo é substancialmente mais barato que a versão correspondente do Office 365, que custa seis vezes mais. É certo que a disputa travada entre Google e Microsoft no mercado corporativo e de softwares de produtividade não tem o mesmo charme ou desperta a mesma atenção que a briga com o Facebook, nas redes sociais, ou com a Apple, nos dispositivos móveis. Mas é justamente nela que reside a grande chance de diversificação de receitas da empresa comandada por Larry Page, quase que totalmente dependente da publicidade online. Por enquanto, o Google Apps é um negócio pequeno, que não gera mais de US$ 500 milhões ao ano em receitas, de acordo com as previsões mais otimistas dos analistas. “Essa é uma ameaça real de longo prazo ao Office e à Microsoft”, observa Matt Cain, analista do Gartner. Certo mesmo é que essa briga entre os deuses da tecnologia está apenas nos primeiros rounds.

38.jpg

Fonte: http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/75239_O+GOOGLE+QUER+OS+CLIENTES+DA+MICROSOFT

Abraços,

Carlos Monteiro.

Lançamento do Office 365 no Brasil

novembro 9, 2011

 

São Carlos (FYI) Apenas para registro, à partir de ontem (08/11/2011), a venda do Office 365 foi liberada no Brasil.

Abraços,

Carlos Monteiro.

Case BPOS–Grupo Confidence troca Software Livre pela plataforma Microsoft

outubro 26, 2011

 

São Carlos (que pé d’água tomei no lombo ontem) Segue mais um case BPOS interessante.

Grupo Confidence troca software livre por plataforma Microsoft

Para José de Carvalho Júnior, CIO da companhia, sistemas anteriores não atendiam mais à demanda de crescimento da empresa

Por seis anos o Grupo Confidence, um dos maiores da área de câmbio no País, conviveu com softwares livres em seu dia a dia. E-mail e comunicador interno rodavam em uma infraestrutura própria. Mas, na medida em que a companhia cresceu, os problemas começaram a surgir. De acordo com o CIO do grupo, José de Carvalho Júnior, havia um desgaste muito grande e uso intenso da equipe de suporte. “Tinha muita ocorrência e gerava insegurança”, completa.

Diante do desafio, em 2009, quando se observou um pico de crescimento na empresa e o software livre já não atendia às necessidades, o executivo passou a avaliar outras soluções. Google e Microsoft foram os fornecedores mais bem cotados. As plataformas Google Apps e Productivity Online Standard Suite (BPOS) tinham, na análise do CIO, as mesmas funcionalidades. “Mas o que mais pesou foi a interface de e-mail”, lembra. “A da BPOS é muito parecida com a do Outlook e a resistência à mudança foi menor”, completa, justificando a migração para a solução da fabricante do Windows.

A contratação da Microsoft ocorreu em novembro de 2010 e, em um mês, 800 contas de e-mail estavam migradas. O comunicador levou outros 30 dias. Esse processo incluiu o cadastramento dos usuário no Active Directory para a transferência dos dados. “Para a migração do e-mail, basicamente, carregamos as caixas em nuvem. Como a ferramenta faz boa parta da migração em paralelo, até tivemos alguns problemas pontuais, mas tudo acontecia em ambiente externo e com suporte. O atendimento era muito rápido”, comenta. No caso do comunicador, o processo foi bem mais simples, ressaltou o executivo.

Além dos ganhos em processo, suporte e disponibilidade da ferramenta, Júnior acredita que o maior benefício foi em termos de segurança para envio e recebimento de mensagens. Antes, tudo era interno, desde a segurança até o suporte técnico e, hoje, quase não se tem reclamações desses serviços. “Tivemos uma redução de 90% nos chamados para o help desk por falta de acesso a e-mail ou não envio de mensagem.” Trata-se de uma boa redução se levar em consideração que entre 40% e 50% das ligações para o suporte estavam relacionadas com esses produtos.

Quando se fala em migrar de software livre para proprietário, uma questão que se levanta rapidamente é a do custo e ele realmente ficou maior. O Grupo Confidence fechou um contrato de três anos com a Microsoft no valor de US$ 300 mil, mas o CIO justifica dizendo que, junto com e-mail e comunicador, ganhou todo o ambiente desktop com Windows e Office. E a plataforma BPOS traz, também, o SharePoint para colaboração, que já é usado no departamento de tecnologia e será levado a outras áreas da empresa.

Atualmente, a companhia já tem 900 usuários na plataforma e a perspectiva é de crescimento. O ROI é composto por diversos pontos, entre eles custo de manutenção, redução de chamados no help desk e andamento dos processos nas áreas de negócio. O SLA acordado com a fabricante para a plataforma online é de 99,9%. “Desde que passamos a usar a BPOS, teve uma vez que precisamos acionar a Microsoft. Ou seja, foram de dez a 15 minutos de instabilidade em um ano”, comemora a estabilidade atingida.

Fonte:http://informationweek.itweb.com.br/5070/grupo-confidence-troca-software-livre-por-plataforma-microsoft/

Abraços,

Carlos Monteiro.

Steve Jobs

outubro 6, 2011

 

São Carlos (triste) Steve Jobs partiu. Recebo essa notícia de forma direta, na página do UOL (longe de ser meu favorito, mas tinha sido o último que abri no browser), do meu Iphone. Isso mesmo, Iphone. O device idealizado por ele deu a notícia. E para ver como essa notícia é forte, minha esposa, com toda sua simplicidade na área de TI, questiona: “Será que o meu MAC não será mais atualizado?”. Sim, ela tem um MAC! E foi escolhido por ela, sem direito a contra voto.

Eu pensei sobre esse post praticamente durante toda à noite, mas não era hora para escrever. A cabeça misturava as ideais e provavelmente, pelo calor da notícia, eu iria escrever bobagens. Pensei em um texto longo, com alguns detalhes, mas mudei de ideia. Não há muito que dizer: um dos “Caras” partiu. E reservo o direito de omitir que são os outros “Caras”. Creio que muitos de vocês ficarão surpresos com os pouquíssimos nomes na lista (mais um ou dois) e quantos outros que estão fora dela.

E que “Cara”. Jobs foi visionário e espetacular. Claro, movido pelo capitalismo, mas espetacular. A ousadia dos seus projetos sempre foi um capítulo à parte. E o mais impressionante era que ele sempre inovava em áreas que ninguém mais esperava algo que poderia ser arrebatador. Vejam os exemplos do Ipod, Iphone e Ipad. Ah, o Ipad. Eu achei aquele trambolho simplesmente um Iphone gigante, mas está aí: fez o mercado de tablets deslanchar!

Mas aí estamos falando sobre devices, coisa de Nerd. Mas quero falar de negócios, mais precisamente a visão de Jobs, coisa que a grande maioria dos Nerds não tem. Sim, ele era de certa forma um Nerd (para mim ele deixou de ser há muito tempo), mas com uma visão diferenciada, destemida e inovadora. É bem aquela coisa de Nerd, que faz chover. Mas a chuva dos Nerds, geralmente, é no mar, onde não tem relevância. Jobs trazia a chuva para o deserto, colocava a tecnologia de uma forma relevante, mudando diretamente nossas vidas. Para evitar chiliques dos menos atentos, friso para que tenham atenção para o verbo que usei na analogia com a chuva: trazer. Ele colocava a tecnologia onde realmente ela era relevante. Isso faz com que ele seja ímpar, no nível de Henry Ford. Isso se chama visão! Ah, se nós Nerds (não sei mais se sou tão Nerd assim) tivéssemos essa visão… A área de TI seria um paraíso, certamente, principalmente financeiro.

E para que trabalha com tecnologia (por mais básico que seja) é patético não reconhecer a grandiosidade de Steve Jobs. Perdemos um dos “Caras”, mas ele deixou o seu legado. E esse legado influencia diretamente na nossa forma de viver e estar conectado. E continuará a influenciar, por muito tempo.

RIP, Steve Jobs.

Abraços,

Carlos Monteiro.

Vídeo sobre o Forefront Microsoft Online Protection for Exchange (FOPE)

outubro 6, 2011

 

São Carlos (bom dia!) O  pessoal do Technet, Blain Barton e John Baker, recentemente lançaram um vídeo, TechNet Radio: IT Time–An Introduction to Forefront Online Protection for Exchange, no TechNet Edge, onde eles entrevistaram Curtis Parker, um expert em segurança de mensageria e Forefront Online Protection for Exchange (FOPE). Eles discutem o que é o FOPE, como ele cria uma proteção contra problemas de segurança relativos à mensagens, como virus e spams, e como isso se integra com o Office 365.

Enjoy it!

Abraços,

Carlos Monteiro.

Scritps do Office 365 – parte 8: importando contatos externos para o Exchange Online

setembro 30, 2011

 

São Paulo (Chega por hoje) Esse post foi divulgado no blog do tim do Office 365. Trata sobre como importar contatos externos para o Exchange Online, usando um arquivo CVS.

Audience: Office 365/Exchange Online administrators

Author: Mark Johnson, Senior Technical Writer – Exchange Online

Do you have lots of existing business contacts that you want to include in the shared address book in Exchange Online? Or add your contacts as members of distribution groups, just like you can with users inside your company? If so, you can use Windows PowerShell and a CSV (Comma Separated Value) file to bulk import external contacts into Exchange Online. It’s a three-step process:

  1. Create a CSV file that contains information about the external contacts.
  2. Create the external contacts with PowerShell.
  3. Add information to the properties of each external contact with PowerShell.

Step1: Create a CSV file

Download the sample CSV file posted on the Downloads forum on the Office 365 community site. The sample file is actually a .txt file. So open it in Microsoft Excel, and save it as a CSV file. Use commas as the delimiters.

It includes sample data, which you can delete. But don’t delete the first row. It contains all of the properties for the external contacts. Create a row for each contact that you want to import to Exchange Online. Populate as many of the cells as possible. This information will be displayed in the shared address book for each contact.

However, the following parameters (which are the first four columns in the sample CSV file) are required to create an external contact and must be populated:

  • ExternalEmailAddress
  • Name
  • FirstName
  • LastName

When you’re finished preparing the CSV file, copy it to your desktop. Name it ExternalContacts.csv.

Step 2: Create the external contacts

In this step (and the next one), you have to use Windows PowerShell. To connect PowerShell to your Exchange Online organization, see Use Windows PowerShell in Exchange Online.

After you connect PowerShell to your cloud-based organization, run the following command to create the external contacts:

Import-Csv .\ExternalContacts.csv|%{New-MailContact -Name $_.Name -DisplayName $_.Name -ExternalEmailAddress $_.ExternalEmailAddress -FirstName $_.FirstName -LastName $_.LastName}

Note: This command assumes that you are in the desktop directory in PowerShell. For example, C:\Users\Administrator\desktop.

To view the new external contacts, in the Exchange Control Panel, click Users & Groups > External Contacts > Refresh. They also appear in the shared address book in Outlook and Outlook Web App.

Step 3: Add information to the properties of the external contacts

After you run the command in step 2, the external contacts are created, but they don’t contain any of the contact or organization information, which is the information from the most of the cells in the CSV file).

Run the following commands to add the other properties from the CSV file to the external contacts you created:

$Contacts = Import-CSV .\externalcontacts.csv

$contacts | ForEach {Set-Contact $_.Name -StreetAddress $_.StreetAddress -City $_.City -StateorProvince $_.StateorProvince -PostalCode $_.PostalCode -Phone $_.Phone -MobilePhone $_.MobilePhone -Pager $_.Pager -HomePhone $_.HomePhone -Company $_.Company -Title $_.Title -OtherTelephone $_.OtherTelephone -Department $_.Department -Fax $_.Fax -Initials $_.Initials -Notes $_.Notes -Office $_.Office -Manager $_.Manager}

Don’t worry if you don’t have all the information populated in the CSV file. If it’s not there, it won’t be added.

Note: The Manager parameter can be problematic. If the cell is blank in the CSV file, you will get an error and none of the property information will be added to the contact. If you don’t need to specify a manager, then just delete –Manager $_.Manager from the previous PowerShell command.

That’s it. You can view the contact properties in the Exchange Control Panel. Users can see the contacts in the address book Outlook and Outlook Web App.

Adding more external contacts

You can repeats steps 1 through 3 to add new external contacts in Exchange Online. You or users in your company can just add a new row in the CSV file for the new contact. Then you can run the PowerShell commands from steps 2 and 3 to create and add information to the properties of the new contacts.

Note: When you run the command to create new contacts, you will get errors saying that the contacts that were created earlier already exist. But any new contact added to the CSV file is created.

Hide external contacts from the shared address book

Some companies may use external contacts only so they can be added as members of distribution groups. In this scenario, they may want to hide external contacts from the shared address book. Here’s how:

Hide a single external contact

Set-MailContact <external contact> -HiddenFromAddressListsEnabled $true

For example, to hide Franz Kohl from the shared address book:

Set-MailContact “Franz Kohl” -HiddenFromAddressListsEnabled $true

Hide all external contacts

Run the following command to hide all external contacts from the shared address book:

Get-Contact -ResultSize unlimited -Filter {(RecipientTypeDetails -eq ‘MailContact’)} | Set-MailContact -HiddenFromAddressListsEnabled $true

After you hide them, external contacts aren’t displayed in the shared address book, but you can still add them as members of a distribution group.

 

Abraços,

Carlos Monteiro.

Scritps do Office 365 – parte 7: migrando usuários no Exchange Online via script, com o conteúdo do mailbox

setembro 30, 2011

 

 

São Paulo (Mais um) Vamos continuar com a nossa série de posts sobre os scripts para administração e deploy do Office365 / BPOS, tanto em PowerShell quanto em VBS. Vale lembrar que esse scritp foi gentilmente disponibilizado pelo grande profissional em Office365, o Cristiano Gonçalves.

Nesse script (em PowerShell), vamos abordar como migrar um usuários on-premises para o Office 365, já criando o endereço de forward. A diferença do post anterior, é que esse script também move o conteúdo do mailbox.

Como parâmetros, deveremos passar as credenciais de conexão e o arquivo texto com a lista de usuários.

Eis o código:

###############################################################################
# PowerShell Source Code
#
# SCRIPT NAME  :  BulkMigrateUsersandMailboxes.ps1
#
# SYNOPSIS     :  Activates a user for Exchange Online and migrates mail content
#          from the on-premise Microsoft Exchange to Microsoft Online
#          Services. Also sets the users MigrationStatus property
###############################################################################

###############################################################################
Set-PsDebug -Strict
###############################################################################

$script:LogFolder   = "MigrationLogs"
$OnPremCred         = Get-Credential "DOMAIN\Administrator"
$MSOLCred           = Get-Credential "admin@impbpos1.microsoftonline.com"
$OnPremiseCas        = "BPOSDEMO1"
$MSOnlineCas        = "red001.mail.microsoftonline.com"

###############################################################################

 

###########################################################################
# Main function and entry to script.
###########################################################################
function Main {

    $LogDir = Get-LogDirectory
   
    # If log file folder doesn’t exist, create it
    if (!(Test-Path $LogDir)){
        New-Item $LogDir -type directory   
    }
   
    $users = Import-Csv -Path "Users.csv"
   
    # Returns active subscriptions only (use DisplayAll to return active and non-active subscriptions)
    $Subscriptions = Get-MSOnlineSubscription  -Credential $MSOLCred
    
    $users | ForEach-Object {
   
        $UserIdentity = $_.Identity
        $UserPassword = $_.Password
        $UserLocation = $_.UserLocation
   
        Start-Transcript -Path "$LogDir\$UserIdentity.txt" -Append
   
        # Enable User in MS Online
        Enable-MSOnlineUser -Credential $MSOLCred -Identity $UserIdentity -Password $UserPassword -SubscriptionIds $Subscriptions.SubscriptionId -UserLocation $UserLocation
   
        # Add Forwarding Address
        Add-XsExchangeForwardingAddress -SourceIdentity $UserIdentity -SourceCredential $OnPremCred -TargetCredential $MSOLCred -Verbose
   
        "Sleeping for 20 seconds"
        # 15 seconds still had failures
        Start-Sleep 20
   
        # Get Local Exchange Mailbox Data
        $LocalMbx = Get-XsHostedExchangeMailbox -SourceIdentity $UserIdentity -SourceServer $OnPremiseCas -SourceAdminCredential $OnPremCred
   
        # Move Mailbox Content
        Move-XsExchangeMailboxToExchangeOnline -SourceIdentity $UserIdentity -SourceCredential $OnPremCred -TargetCredential $MSOLCred  -AllowUnsecureConnection -Verbose
   
        # Get MSOL Mailbox Data
    $OnlineMbx = Get-XsHostedExchangeMailbox -SourceIdentity $UserIdentity -SourceServer $MSOnlineCas -SourceAdminCredential $MSOLCred

    # Compare mailboxes and write result to the Migration Status property of the Microsoft Online User
    $MigrationStatus = Compare-Mailboxes $LocalMbx, $OnlineMbx
        Set-xsMicrosoftOnlineMigrationStatus -Identity  $UserIdentity -MigrationStatus $MigrationStatus -Credential $MSOLcred
       
        Stop-Transcript
    }
}

###########################################################################
# The function to compare the itemcount of mailboxes.
###########################################################################
function Compare-Mailboxes($LocalMbx, $OnlineMbx)
{
    $SourceMailboxItems = 0
    $OnlineMailboxItems = 0

    $LocalMbx.folders  | foreach {$SourceMailboxItems += $_.ItemCount}
    $OnlineMbx.folders | foreach {$OnlineMailboxItems += $_.ItemCount}

    if ($SourceMailboxItems -ne $OnlineMailboxItems)
    {
        "Failed"
    } else {
        "Completed"
    }
}

###########################################################################
# The function sends plain text email to recipient passed in to function.
###########################################################################
function Send-Message($To, $From, $Subject, $Body)
{
    $Msg = new-object System.Net.Mail.MailMessage

    $MsgTo = new-object System.Net.Mail.MailAddress $To

    $Msg.To.Add($MsgTo)
    $Msg.From = $From
    $Msg.Subject = $Subject
    $Msg.Body = $Body   
    $Msg.Bcc.Add($BccTo)
 
    $SmtpClient = new-object system.net.mail.smtpClient
    $SmtpClient.host = $SmtpServer
   
    &{
        trap
        {
            Add-Content $ErrorFile "$([Datetime]::Now) ERROR: $UserLine – $_"
            Write-host -ForegroundColor "red" "Error sending message to $To. Error: $($_.Exception.Message)"
            $Script:TotalNumberOfFailures++
            Continue
        }
        &{
            $SmtpClient.Send($Msg)   
            Add-Content $SuccessFile "$([Datetime]::Now) $UserLine – Mail sent"
        }
    }
}

###########################################################################
# The function returns the log folder required to store transcript files.
###########################################################################
Function Get-LogDirectory
{
    (Split-Path $MyInvocation.ScriptName) + "\$LogFolder"
}

# Start Script
. Main

Abraços,

Carlos Monteiro.

Scritps do Office 365 – parte 6: migrando usuários no Exchange Online via script

setembro 30, 2011

 

São Paulo (E o Alvaro Rezendo está trolando o Cleber Marques, pra variar) Vamos continuar com a nossa série de posts sobre os scripts para administração e deploy do Office365 / BPOS, tanto em PowerShell quanto em VBS. Vale lembrar que esse scritp foi gentilmente disponibilizado pelo grande profissional em Office365, o Cristiano Gonçalves.

Nesse script (em PowerShell), vamos abordar como migrar um usuários on-premises para o Office 365, já criando o endereço de forward.

Como parâmetros, deveremos passar as credenciais de conexão e o arquivo texto com a lista de usuários.

Eis o código:

$Users = Import-Csv -Path "Users.csv"

$MSOLCred = Get-Credential “admin@xxxx.microsoftonline.com

$users | ForEach-Object {
    Move-XsExchangeMailboxToExchangeOnline -SourceIdentity $_.Identity -TargetCredential $MSOLCred  -AllowUnsecureConnection -Verbose
    Add-XsExchangeForwardingAddress -SourceIdentity $_.Identity -TargetCredential $MSOLCred -Verbose
}

Abraços,

Carlos Monteiro.

Scritps do Office 365 – parte 5: contar a quantidade de usuários que estão no Office 365

setembro 30, 2011

 

São Paulo (Ah, TechEd…) Vamos continuar com a nossa série de posts sobre os scripts para administração e deploy do Office365 / BPOS, tanto em PowerShell quanto em VBS. Vale lembrar que esse scritp foi gentilmente disponibilizado pelo grande profissional em Office365, o Cristiano Gonçalves.

No script (em PowerShell), vamos abordar como retornar informações sobre quantos usuários existem em um teenant do Office 365.

Como parâmetros, deveremos passar as credenciais de conexão.

Eis o código:

#getting credentials
$targetcred = $host.ui.PromptForCredential("Need credentials", "Please enter ONLINE ORG ADMIN credentials.", "", "NetBiosUserName")

#Getting all users
$enabledusers = get-msonlineuser -Credential $targetcred -Enabled -ResultSize 10000

$enabledusers.Count

Abraços,

Carlos Monteiro.

Scritps do Office 365 – parte 4: ativando multiplos usuários em lote, via powershell

setembro 30, 2011

 

São Paulo (Embalei! Bom dia!)

Vamos continuar com a nossa série de posts sobre os scripts para administração e deploy do Office365 / BPOS, tanto em PowerShell quanto em VBS. Vale lembrar que esse scritp foi gentilmente disponibilizado pelo grande profissional em Office365, o Cristiano Gonçalves.

Como ativar múltiplos usuários? É possível? Sim, através desse script.

Como parâmetros, deveremos passar as credenciais de conexão e o arquivo texto com os usuários.

Eis o código:

$Users = Import-Csv -Path "Users.csv"

$MSOLCred = Get-Credential “admin@xxx.microsoftonline.com

$Subscriptions = Get-MSOnlineSubscription -Credential $MSOLCred

$users | ForEach-Object {
    Enable-MSOnlineUser -Credential $MSOLCred -Identity $_.Identity -Password $_.Password -SubscriptionIds $Subscriptions.SubscriptionId -UserLocation $_.UserLocation
}

Abraços,

Carlos Monteiro.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.