Configurações iniciais BPOS – Microsoft Business Productivity Online Standard Suite / Microsoft Online Services

 

Criação da conta de avaliação para o Microsoft Exchange Online

Após a conta de avaliação do BPOS ser criada, devemos iniciar a criação de uma conta de usuário de avaliação no painel de administração do Microsoft Online Services.

image

Figura 1: Tela inicial do Microsoft Online Services.

Criação e validação do domínio no Microsoft Online Services

O primeiro passo que deverá ser executado é o cadastro do domínio no Microsoft Online Services. Para isso, basta clicar em Add you dimain to Microsoft Online Services, no painel principal, ou clique em Users, Domains, New.

image

Figura 2: Tela de administração de domínios do Microsoft Online Services.

Na guia de cadastro do domínio, basta colocar as informações referentes ao domínio que estará utilizando o Microsoft Online Services.

Durante o cadastro do domínio, será necesário especificar se o domínio é autoritativo ou um relay externo:

Autoritativo – use autoritativo quando o Microsoft Online irá hospedar todos os e-mails do domínio especificado. Essa opção habilita a entrada de e-mails;

Relay externo – use essa opção quando os e-mails serão enviados de/para o Microsoft Online Services. Essa opção não habilita a entrada de e-mails e deve ser utilizada, geralmente, para ambientes de coexistencia do soluções on-primeses (estrutura local existente na empresa).

Nesse exemplo, vamos trabalhar com o domínio sendo um relay externo.

image

Figura 3: Criando um novo domínio e especificando que o mesmo será um relay externo para coexistência com a infraestrutura on-primeses.

Após a criação do domínio, o mesmo deverá ser validado. Isso é feito com a criação de um registro CNAME no DNS do domínio, evitando que cadastros para domínios não permitidos / não autoritativos sejam realizados. A tela de criação do domínio já oriente que o mesmo seja validado após a criação.

image

Figura 4: Checkbox de validação do domínio criado disponível.

image

Figura 5: Assistente de validação do domínio.

Será necessário registrar quem é o responsável pelo domínio, no caso do exemplo, a própria empresa.

image

Figura 6: Especificando quem é o responsável pelo domínio criado.

Na próxima tela, são solicitadas informações sobre como será realizada a configuração da zona DNS para o domínio. O Microsoft Online Services pode executar isso automáticamente, caso o servidor DNS suporte um administração remota via SSL, ou será necessário realizar a configuração manualmente. No exemplo, será realizada uma configuração manual.

image

Figura 7: Tela de opção de configuração da zona DNS.

É solicitada a criação do registro CNAME na zona DNS, conforme instruções abaixo. Essa configuração é individual para cada domínio que será hospeda no Microsoft Online Services. No que o assistente solicita um período de 15 minutos para que a alteração tenha efeito, e o processo de validação do domínio possa continuar.

image

Figura 8: Registro CNAME que deverá ser criado na zona DNS.

Clicando no botão Verify é possível fazer a verificação do domínio. Caso a verificação tenha sucesso, a mensagem abaixo será exibida.

image

Figura 9: Domínio registrado com sucesso.

Após a verificação, é possível administrar o domínio no Microsoft Online Services.

image

Figura 10: Tela de administração do domínio.

Habilitando a entrada de e-mails no domínio do Microsoft Online Services e definindo o domínio default

Após a criação do domínio, é necessário habilitá-lo para a entrada de e-mail. Isso pode ser feito pela guia Users, Domains, clicando no checkbox do domínio e, em seguida, Edit.

image

Tela 11: Edição do domínio para habilitar a entrada de e-mails.

Clique na guia Inbound Messaging, e em seguida *Enable, para habilitar a entrada de e-mails para o domínio.

*OBS – Caso o ambiente seja de coexistência entre um ambiente de e-mail on-primeses e o Microsoft Online Services, a entrada de e-mails não deverá ser habilitada nesse momento. O ambiente de coexistência só poderá ser feito caso o sistema de e-mail on-primeses seja Microsoft Exchange Server 2000, Exchange Server 2003, ou Exchange Server 2007.

image

Tela 12: Tela para habilitar a entrada de e-mails.

image

Tela 13: Entrada de e-mails será habilitada no futuro.

Note que será necessário 2*alterar o MX do domínio para mail.global.frontbridge.com.

2*OBS – Caso o ambiente seja de coexistência entre um ambiente de e-mail on-primeses e o Microsoft Online Services, o MX não deverá ser alterado nesse momento. O ambiente de coexistência só poderá ser feito caso o sistema de e-mail on-primeses seja Microsoft Exchange Server 2000, Exchange Server 2003, ou Exchange Server 2007.

 

Após habilitar a entrada de e-mail, o domínio será configurado como o default do Microsoft Online Services, usando a guia de administração Domain Properties. Todas as contas novas criadas terão como sufixo principal o domínio default.

image

Figura 14: Opção de tornar o domínio como padrão do Microsoft Online Services.

Selecionando o checkbox Default user account domain e clicando em Save, o domínio será configurado como default.

image

Figura 15: Domínio configurado como padrão do Microsoft Online Services.

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: