Archive for agosto \31\UTC 2010

TechEd 2010 – palestras em destaque

agosto 31, 2010

 

Pessoal, é com muita honra que vejo que a palestra “Migrando para o Exchange Online” é um dos destaques do Microsoft Technet Flash Newsletter, do dia 30 de Agosto de 2010. Eis o mesmo, na íntegra:

Palestras em destaque no TechEd Brasil 201

Como estamos a menos de um mês do TechEd Brasil 2010, resolvemos focar essa edição da newsletter para mostrar para você um pouco do que teremos esse ano para profissionais de TI. Das mais de 190 palestras, reservamos essa lista com 10 títulos em destaque:

• Gerencie seus PCs através da nuvem: Conheça o Windows Intune
• Movendo Aplicativos para a Nuvem
• Sincronizando dados com a nuvem através do SQL Azure Data Sync e Sync Framework 2.0
• Automação de Processo de TI com Opalis: Introdução e Visão Geral Técnica
• Desenvolvimento heterogêneo com o Microsoft Visual Studio 2010 Team Foundation Server: traga seus desenvolvedores Java, Mac, Linux e Eclipse a bordo
• Gerenciamento de Conteúdo Web no SharePoint 2010
• Segurança da informação: os perigos da Internet e seus riscos legais
• Windows 7 e Windows Server 2008 R2 SP1
• Aprenda a recuperar Desastres no Active Directory com a Microsoft
• Migrando para o Exchange Online
• Dicas e Truques de Performance: Como obter o máximo do Windows Server 2008 R2 Hyper-V
• Dê as Boas Vindas para o Internet Explorer 9 e HTML 5
Para ver a lista completa, visite a área de palestras no site do TechEd Brasil.

Abraços,

Carlos Monteiro.

Suporte à mouse no Hyper-V para Linux CentOS

agosto 30, 2010

 

Recentemente tive a necessidade de usar o mouse em um Linux CentOS virtual, instalado no Hyper-V. Para ativar o mouse nessas circunstâncias, demos fazer o seguinte:

– Instalar os componentes de integração para Linux (existe um post antigo onde explico esse procedimento);
– Faça o download de “inputvsc.iso” em http://www.xen.org/download/satori.html;
– Anexe a ISO na VM;
– Na máquina virtual execute “mkdir /mnt” e “mount /dev/hdc /mnt”;
– Crie um diretorio adicional com “mkdir -p /opt/inputdriver”;
– Copie o conteúdo da ISO para esse diretório com “cp -pr /mnt/* /opt/inputdriver”;
– Desmonte o CD com a ISO usando “umount /mnt”.
– Ejete a mídia via console do Hyper-V;
– Vá para o diretório “cd /opt/inputdriver”;
– Instale a dependência “yum install xorg-x11-server-sdk”;
– Instale o driver do mouse com “perl setup.pl inputdriver”;
– Reinicie a VM e inicie a interface gráfica para verificar se tudo está funcionando.

Abraços,

Carlos Monteiro.

“Gone Google” e Microsoft Office 2010, doze meses depois

agosto 27, 2010
Bem legal o post do Blog do time de serviços online da Microsoft.
http://blogs.technet.com/b/msonline/archive/2010/08/20/this-week-in-bpos-news-8-20.aspx
Eis a reprodução do mesmo, em português:
Andrew Kisslo do blog Why Microsoft diretamente o centro da Google mais uma vez  comparando Microsoft e Google e os seus progressos, em matéria de software de produtividade ao longo do ano passado. Este artigo caminha através do nascimento e crescimento de um ano das duas empresas. Existe uma infinidade de informações que compara os sucessos e fracassos das duas empresas neste espaço. Eu recomendo altamente este artigo para todos os interessados, no estado atual de colaboração e ferramentas de produtividade da Microsoft e Google.
Aqui está um trecho de vídeo do blog.
O que você acha que mudou nos últimos doze meses a contar da Microsoft e software de produtividade do Google? Quem esta na ponta? Onde estaremos daqui à 12 meses? Queremos ouvir seus comentários.

Instalando os componentes de integração para Hyper-V no Linux CentOS

agosto 25, 2010

 

Pessoal, tive essa necessidade há um tempo e estou compartilhando com vocês.

Introdução

Para que o Linux CentOS consiga reconhecer as interfaces de rede nativas Hyper-V, é necessário alguns passos.

1. Download dos componentes de integração para Linux

Realize o download do exe aqui. Copie a iso para o servidor do Hyper-V e adicione a midia à máquina Linux.

2. Instalação

Para a instalação, é necessário o “Development Tools”. O caminho mais curto é via Yum.

yum groupinstall "Development Tools"

Ou utilize os pacotes rmps que estão armazenados no próprio cd do CentOS.

Em seguida, execute essa seqüência de comandos

mkdir -p /mnt/cdrom
mount /dev/cdrom /mnt/cdrom
cp -rp /mnt/cdrom /opt/linux_ic
umount /mnt/cdrom

Em seguida, vamos criar uma nova imagem initrd com os drivers necessários:

cd /opt/linux_ic
./setup.pl drivers

Reinicie a VM Linux e execute o seguinte comando para verificar se o driver foi instalado:

lsmod | grp vsc

netvsc                 73704  0
storvsc                66824  0
blkvsc                 70440  3
vmbus                  86120  3 netvsc,storvsc,blkvsc
scsi_mod              196569  6 scsi_dh,sg,storvsc,blkvsc,libata,sd_mod

Se o driver sintético foi instalado corretamente, com ifconfig -a aparecerá uma interface seth0.

Abraços,

Carlos Monteiro.

Windows 7 Slate vs Ipad

agosto 11, 2010

 

Muito interessante esse video o mostrando uma comparação entre tablet com Windows 7 com um iPad. Muito interessante.

O post http://www.gizmodo.com.br/conteudo/veja-um-windows-7-slate-enfrentando-um-ipad, no www.gismod.com.br é muito feliz na comparação, que transcrevo abaixo:

“O que acontece quando um tablet com Windows 7 enfrenta um iPad em uma série de batalhas de utilizações diárias? Este vídeo é o que acontece. Façam suas apostas!

O tablet Hanvon mostrado aqui é presumivelmente um dos muitos tablets com Windows 7 que a Microsoft espera lançar até o fim do ano. A surpresa aqui não é que o Hanvon tenha sido o claro vencedor — até porque não foi —, mas sim que ele tenha conseguido se equiparar na maior parte do tempo, e às vezes até superar o iPad em algumas coisas, tudo sem abrir mão de uma câmera, entradas USB/SD e um trackpad. Com tudo isso vem um tamanho e peso desagradável, ok, e eu acredito que o tempo de bateria nem se compare também.

Ainda assim, é bom ver concorrentes do iPad começando a mostrar suas armas. Será interessante ver qual deles conseguirá invadir o castelo (se é que algum conseguirá). [All Things D]

Por Brian Barrett”

Deletar definitivamente um mailbox desconectado – Exchange

agosto 11, 2010

 

Dica relâmpago (mas que sempre esquecemos na hora de usar): Como deletar definitivamente um mailbox desconectado no Exchange 2007 e 2010.

Na console PowerShell do Exchange:

[PS] C:\>Clean-MailboxDatabase "Mailbox Database"
[PS] C:\>Remove-Mailbox -Database "Mailbox Database" -StoreMailboxIdentity ‘Picafumo Power’ -confirm:$false

Abraços,

Carlos Monteiro.

Problemas em abrir a console do Exchange – erro WinRM

agosto 11, 2010

 

Durante uma manutenção em um Exchange 2010 de um cliente, me deparei com a seguinte mensagem de erro:

image

Bom, mas tentar conectar então via console PowerShell. Mas também é apresentando erro, conforme abaixo:

image

Após algumas pesquisas e testes, descobri que o “WinRM IIS Extension” está provocando o problema. A fonte de pesquisa está em http://msexchangeteam.com/archive/2010/02/04/453946.aspx. O erro pode ser provocado pela ausencia da extensão, quanto uma necessidade de reinstalação.

Um ponto importante é com relação ao site padrão do IIS que é criado. Em alguns casos, esse site é deletado (os motivos podem ser os mais variados), e conseqüêntemente, o problema também pode ocorrer. Ou seja, temos que instalar ou reinstalar a “WinRM IIS Extension“. Vale lembrar que ela é uma  Feature do Windows.

Para corrigir o problema (para reinstalação):

  1. Abra o Server Manager
  2. Clique em Features
  3. Clique em “Remove Features
  4. Desmarque o “WinRM IIS Extension
  5. Clique em “Next” e em “Remove
  6. Clique em “Close” quando terminar
  7. Clique em “Add Features”
  8. Selecione “WinRM IIS Extension
  9. Clique “Next” e em seguida “Install”
  10. Clique em “Close” quando terminar
  11. Feche o Server Manager

No caso que eu presenciei, o Default Web Site do IIS tinha sido deletado. Portanto, a aplicação PowerShell foi deletada também. Para corrigir o problema foi feito o seguinte:

1 – Recriado o Default Web Site, com a porta 80 sendo ligada ao mesmo
2 – Recriada a aplicação do PowerShell (botaão direito do mouse no Default Web Site, add application), conforme abaixo:

*OBS – Renomeie o arquivo web.config da pasta citada na imagem (C:\Program Files\Microsft\Exchange Server\v14\ClientAccess\PoweShell). Após a criação da aplicação, volte o mesmo para o nome original.

Quando a console do Exchange for iniciada, o erro não será apresentado.

Abraços,

Carlos Monteiro.

Database Mirror no SQL Server 2005 – erro 1418

agosto 4, 2010

 

Uma questão que toma conta dos fórum sobre Mirror de Database no SQL Server 2005, é sobre o famoso erro 1418, com os logs parecidos com os abaixo:

Na tela do assistente do mirror:

Error: 1418 – Microsoft SQL Server – The server network address can not be reached or does not exist. Check the network address name and reissue the command

No log do primary server: 

Error: 1474, Severity: 16, State: 1

Database mirroring connection error 4 ‘An error occurred while receiving data: ‘10054(An existing connection was forcibly closed by the remote host.)’.’ for ‘TCP://mymirror.mydomain:5022’

No mirror server:

Database Mirroring login attempt by user ‘NT AUTHORITY\ANONYMOUS LOGON.’ failed with error:    ‘Connection handshake failed. The login ‘NT AUTHORITY\ANONYMOUS LOGON’ does not have CONNECT permission on the endpoint. State 84.’. 

Quando esses erros ocorrerem em um ambiente de domínio único, e não está sendo utilizada segurança via certificados para o mirror, é importante saber o seguinte:

– os passos ditos pelo BOL devem ser seguidos na íntegra (como por exemplo, fazer o backup da base e restarurar no servidor de mirror com a opção de NO_RECOVERY);

– as máquinas que deverão participar do mirror deverão ser acessíveis pelo FQDN (usem o ping e o telnet para garantir que tudo está OK);

– e o por último, o conceito mais básico sobre comunicação entre SQL Servers pertencentes ao mesmo domínio: se é necessária a comunicação entre SQL Servers do mesmo domínio, sem autenticação explícita, a conta do serviço do SQL Server deverá ser iniciada com o mesmo usário e senha. Ou seja, devemos configurar o serviço do SQL Server para iniciar como NETWORK SERVICE, em ambos os participantes do mirror;

Abraços!!!

Carlos Monteiro.