Archive for julho \14\UTC 2011

Download do SQL Server codename “Denali” disponível

julho 14, 2011

 

São Carlos (parece ter coisas novas interessantes). Está disponível para download o CTP3 do SQL Server com nome prévio “Denali”. Particularmente ainda não fiz os testes nessa versão, mas a promessa é de maiores recursos de integração com cloud computing.

O link para donwload é esse: http://technet.microsoft.com/pt-BR/evalcenter/hh225126.aspx?wt.mc_id=nlc-f-us-Mba-TEC_93_1_7

Postarei mais informações futuramente.

Abraços,

Carlos Monteiro.

Caso de sucesso da Gol – Exchange Online, Office 2010 e Windows 7

julho 14, 2011

 

São Carlos (muito bom). Pessoal, foi divulgado o caso de sucesso da Gol. Dentre as tecnologias envolvidas, está o nosso querido Exchange Online, além do Office 2010 e do Windows 7. Particularmente achei o vídeo bem legal!

Para assistir, basta clicar em http://www.microsoft.com/showcase/pt/br/details/a4c59896-139c-4575-b467-77c169aa6afc

Mais um belo case do produto, reforçando a credibilidade da Microsoft nas soluções SaaS.

Abraços,

Carlos Monteiro.

Requerimentos de hardware para o DirSync – Office 365 / BPOS

julho 13, 2011

 

São Carlos (dica rápida). Quais são os requerimentos de hardware para o DirSync?

Segue a tabela.

dirsync hardware

Vale lembrar que o que à partir dos 16GB de RAM estamos fazendo referência para a instância do SQL Server para suportar o DirSync, visto que atualmente o DirSync é suporta somente a plataforma de 32 bits.

Abraços,

Carlos Monteiro.

Impacto (ROI) do Office 365 para clientes Midsize

julho 13, 2011

 

São Carlos (sem pressa) Está disponível para download o “*The Total Economic Impact Of Microsoft Office 365 – Midsize Customers” feito pela Forrester Consulting. O documento pode ser baixado em http://download.microsoft.com/download/4/A/D/4AD0BC3B-1345-41B7-BE3C-D6EA3BFD0176/TEI%20of%20Office%20365%20-%20midmarket.pdf

Esse é um belo referencial para quem procura informações, por exemplo, sobre retorno do investimento (ROI) do Office 365.

O documento possui algumas regras de uso, portanto deixo para vocês realizarem a análise. Mas algumas informações importantes como, como o período de payback, foi medido como 2 meses. Já o ROI, para uma análise de risco com base em 3 anos, pode ser de 321%.

Números bem interessantes, que acabam sendo um chamariz para quem quer adotar uma plataforma de cloud computing, especialmente na plataforma Microsoft.

*The Total Economic Impact Of Microsoft Office 365: Midsized Customers, a commissioned study conducted by Forrester Consulting on behalf of Microsoft, June 2011

Abraços,

Carlos Monteiro.

Scritps do Office365 – parte2: Migrando usuários contidos em um arquivo texto para o Exchange Online e habilitando o forward para a coexistência

julho 12, 2011

São Carlos (um churras ia bem hoje…) Vamos continuar com a nossa série de posts sobre os scripts para administração e deploy do Office365 / BPOS, tanto em PowerShell quanto em VBS. Vale lembrar que esse scritp foi gentilmente disponibilizado pelo grande profissional em Office365, o Cristiano Gonçalves.

No script de hoje (em PowerShell), vamos abordar como migrar os usuários contidos em um arquivo txt para o Office 365 / BPOS criando o respectivo forward para a configuração de coexistência. O forward irá manter os e-mails tanto no ambiente on-premises quanto no online.

Ah, vale lembrar que devemos ter um endereço SMTP por linha no arquivo txt.

Eis o código:

#Author: crisag@microsoft.com

#gets the name of the users file
$SourceFile = $args[0]

#gets the user list content
$userlist = Get-Content $SourceFile

#getting credentials
$sourcecred = $host.ui.PromptForCredential("Need credentials", "Please enter SOURCE credentials.", "", "NetBiosUserName")
$targetcred = $host.ui.PromptForCredential("Need credentials", "Please enter TARGET credentials.", "", "NetBiosUserName")

#creating the logfile
$date = Get-Date -format "ddMMyyyy"
$LogFile = $date + "_migration.txt"
remove-item $LogFile -ea SilentlyContinue

$error.Clear()
foreach($user in $UserList)
{
    $message = $(Get-Date -Format "ddMMyy hh:mm:ss") +" Creating forward rule for User -> " + $user
    write-output $message
    #establishing user forwarding
    Add-XsExchangeForwardingAddress -SourceIdentity $user -TargetCredential $targetcred
    if($error.Count -ne 0)
    {
        $message = $(Get-Date -Format "ddMMyy hh:mm:ss") + " ERROR: User " + $user + " failed to create forward rule."
        write-output $message | out-file -filePath $LogFile -append -noClobber
        $message = $(Get-Date -Format "ddMMyy hh:mm:ss") + " ERROR:::: " + $error[0].ToString()
        write-output $message | out-file -filePath $LogFile -append -noClobber
        $error.Clear()
    }
    else
    {
        $message = $(Get-Date -Format "ddMMyy hh:mm:ss") + " FRWRD: User " + $user + " created."
        write-output $message | out-file -filePath $LogFile -append -noClobber
        $message = $(Get-Date -Format "ddMMyy hh:mm:ss") + " Copying on-premises data for User -> " + $user
        write-output $message
        #Migrate data
        Move-XsExchangeMailboxToExchangeOnline –SourceIdentity $user –AllowUnsecureConnection –TargetCredential $targetcred -SourceCredential $sourcecred
        if($error.Count -ne 0)
        {
            $message = $(Get-Date -Format "ddMMyy hh:mm:ss") + " ERROR: User " + $user + " failed to move data."
            write-output $message | out-file -filePath $LogFile -append -noClobber
            $message = $(Get-Date -Format "ddMMyy hh:mm:ss") + " ERROR:::: " + $error[0].ToString()
            write-output $message | out-file -filePath $LogFile -append -noClobber
            $error.Clear()
        }
        else
        {
            $message = $(Get-Date -Format "ddMMyy hh:mm:ss") + " MOVED: User " + $user + " moved."
            write-output $message | out-file -filePath $LogFile -append -noClobber
        }
    }
}

 

Abraços,

Carlos Monteiro.

Request for Information White Paper – Office 365

julho 11, 2011

 

São Carlos (muito pertinente). O Cloud Security Aliance publicou o Cloud Control Matrix, para auxiliar clientes na avaliação de serviços de computação em nuvem e identificar questões aplicáveis antes de mover para os serviços na nuvem. É basicamente uma matrix de conformidade para quem quer mover para a nuvem os seus serviços. Para ser sincero, gostei muito do documento. Quem quiser explorar o documento, pode baixar a versão 1.1 aqui.

Em resposta a essa publicação, a Microsoft criou o Request for Information White Paper, para relatar como os serviços de nuvem da Microsoft reúnem os princípios sugeridos, bem como mapeá-los para as normas ISO 27001:2005 e ISO 27002. Nele estão descritos como o Office 365 preenche os requerimentos de segurança, conformidade e gerenciamento de risco, que foram definidos pelo Cloud Control Matrix.

Com esse novo documento, a Microsoft gostaria de encorajar os clientes, com uma informação rica em detalhes, a avaliar as diferentes ofertas de cloud computing do mercado atual.

· Office 365 New: Standard Response to Request for Information White Paper

Documento totalmente pertinente aos assuntos de segurança e conformidade que estávamos tratando na semana passada.

Abraços,

Carlos Monteiro.

Scritps do Office365 – parte1: Habilitando usuários contidos em um arquivo texto

julho 8, 2011

São Carlos (esse final de semana tem F1) Estou iniciando essa semana uma sequência de posts sobre scripts para administração e deploy do Office365 / BPOS, tanto em PowerShell quanto em VBS. Esses scritps foram gentilmente disponibilizados pelo grande profissional em Office365, o Cristiano Gonçalves.

Nesse primeiro script (em PowerShell), vamos abordar como habilitar os usuários contidos em um arquivo texto. O arquivo deverá ter um endereço SMTP por linha.

Salvem o código em um arquivo chamado BPOS_EnableUsers.ps1.

O uso do mesmo é simples: BPOS_EnableUsers [nome do arquivo txt]

Eis o código:

#This script enables users contained in a txt file in BPOS
#Must be used as BPOS_EnableUsers [filename]
#The file must have one smtp user address per line
#Author: Cristiano Gonçalves

#gets the name of the users file
$SourceFile = $args[0]

#gets the user list content
$userlist = Get-Content $SourceFile

#getting credentials
$targetcred = $host.ui.PromptForCredential(“Need credentials”, “Please enter TARGET credentials.”, “”, “NetBiosUserName”)

#getting the subscriptionid
$subscriptions = Get-MSOnlineSubscription -Credential $targetcred
foreach($subscription in $subscriptions)
{
$write = “Subscription ID: ” + $subscription.SubscriptionId + “`r`n”
foreach($type in $subscription.SubscriptionServiceTypes)
{
$write += ”                 ” + $type + “`r`n”
}
Write-Host $write
}

Write-Host ‘Enter the Subscription ID to assign:’ -foreground “yellow”
$subscriptionid = Read-Host
Write-Host “”

#creating the logfile
$date = Get-Date -format “ddMMyyyy”
$LogFile = $date + “_activation.txt”
remove-item $LogFile -ea SilentlyContinue

#function to generate passwords
$strChar =  “A”,”B”,”C”,”D”,”E”,”F”,”G”,”H”,”I”,”J”,”K”,”L”,”M”,”N”,”O”,”P”,”Q”,”R”,”S”,”T”, “U”,”V”,”W”,”X”,”Y”,”Z”,”a”,”b”,”c”,”d”,”e”,”f”,”g”,”h”,”i”,”j”,”k”,”l”,”m”,”n”,”o”,”p”,”q”,”r”,”s”,”t”,”u”,”v”,”w”,”x”,”y”,”z”
$strNum =  “1”,”2″,”3″,”4″,”5″,”6″,”7″,”8″,”9″,”0″
$strComp =  “!”,”@”,”#”,”$”

#returns a complex password with 6 characters, two numbers and one special char
function generate-password
{
$pw = $null
for ($i=0; $i -lt 6; $i++)
{
$pw += get-random -InputObject $strChar
}
for ($i=0; $i -lt 2; $i++)
{
$pw += get-random -InputObject $strNum
}
$pw += get-random -InputObject $strComp
return $pw
}

#process the user list
$error.Clear()
foreach($user in $UserList)
{
$message = $(Get-Date -Format “ddMMyy hh:mm:ss”) +” Enabling User -> ” + $user
write-output $message
$passwd = generate-password
#Enables the online user with 25GB and for Trinidad & Tobago (NGC)
Enable-MSOnlineUser -Identity $user -Password $passwd -SubscriptionIDs $subscriptionid -UserLocation “TT” -MailboxQuotaSize 25GB -Credential $targetcred -Verbose
if($error.Count -ne 0)
{
$message = $(Get-Date -Format “ddMMyy hh:mm:ss”) + ” ERROR: User ” + $user + ” failed to enable.”
write-output $message | out-file -filePath $LogFile -append -noClobber
$message = $(Get-Date -Format “ddMMyy hh:mm:ss”) + ” ERROR:::: ” + $error[0].ToString()
write-output $message | out-file -filePath $LogFile -append -noClobber
$error.Clear()
}
else
{
$message = $(Get-Date -Format “ddMMyy hh:mm:ss”) + ” ENBLE: User ” + $user + ” enabled with passwd [” + $passwd + “].”
write-output $message | out-file -filePath $LogFile -append -noClobber
}
}

Abraços,

Carlos Monteiro.

Privacidade dos dados no Office365 e Microsoft Online Services

julho 8, 2011

 

São Carlos (vai tá frio assim lá adiante!) Parece que o meu faro para certos problemas continua afiado. Estou justamente finalizando um artigo sobre “Segurança e conformidade na plataforma do Microsoft Online Services” e acabo deparando com discussões sobre acesso aos dados dos clientes nos datacenters da Microsoft.

Estou fazendo menção mais exatamente a esses artigos aqui:

http://www.zdnet.com/blog/igeneration/microsoft-we-can-hand-over-office-365-data-without-your-permission/11041

http://www.h-online.com/security/news/item/US-authorities-have-access-to-European-cloud-data-1270961.html

Deixo a cabo de vocês para lerem os artigos detalhadamente e tirarem suas conclusões. Mas as maiores preocupações são relativas às situações de acesso aos dados por ordem do governo, especialmente quando uma autoridade de um país tenha que acessar os dados em outro. No caso específico dos artigos, seria os Estados Unidos acessando dados no continente Europeu, devido aos acordos estabelecidos entre os países.

Não quero entrar em questões legais ou análise de leis internacionais, pois essa não é a minha área. Os artigos acima e o Trut Center da Microsoft se encarregam de deixar claro o que a Microsoft dever respeitar.

Mas o que posso dizer sobre isso é que a Microsoft é extremamente clara sobre as circunstâncias de acesso aos dados que podem acontecer.

Os documentos citados nos artigos como Trust Center (http://www.microsoft.com/online/legal/v2/?docid=21&langid=en-us) e mais especificamente a parte de Data Use Limits (http://www.microsoft.com/online/legal/v2/?docid=23) falam exatamente isso.

O que vale para nós? Primeiro, se algum cliente aqui do Brasil tiver um problema com o governo brasileiro, as ordem judiciais vão permitir o acesso aos dados de qualquer forma, independente do dado estar hospedado localmente ou na nuvem. Segundo, essas questões de acesso aos dados pelo governo dos Estados Unidos geralmente será um problema se os seus dados contiver informações que colocam em risco os mundo e principalmente os Estados Unidos.

A dica que passo para os meus clientes é simples: caso tenha alguma dúvida sobre essa questão de confidencialidade, tenha uma conversa entre o responsável jurídico da sua empresa com o da Microsoft. A Microsoft deixa aberta essa possibilidade e, para mim, é mais um claro sinal da preocupação da empresa em ter transparência máxima nessa questão.

Agora, se os seus dados provocam problemas legais, aí o problema é outro…

Abraços,

Carlos Monteiro.